Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2021

Por que dormir bem melhora o desempenho do cérebro.

Imagem
Uma das queixas mais comuns da atualidade, a dificuldade para dormir, apesar de desconfortante, torna-se um problema maior quando esse sintoma passa a ser frequente e como consequência, passa a interferir em nossas atividades cotidianas. Segundo o ministério da saúde, cerca de 40% dos brasileiros possuem algum distúrbio ligado à falta de sono. Dormir bem é de extrema importância para o bom funcionamento do nosso cérebro. Existem casos onde as pessoas não apresentam qualquer distúrbio que impeça uma boa noite de sono e mesmo assim não dormem a quantidade recomendada. Ficar até mais tarde para ver aquele filme na tv ou navegar na internet são alguns dos motivos pelo qual nos privamos de uma boa noite de sono. Dormir bem é importante para o cérebro. Nosso cérebro trabalha 24 horas por dia. Durante o dia, o nosso cérebro trabalha geralmente de forma consciente e durante o sono, o nosso cérebro continua trabalhando, porém de forma inconsciente. Neste processo, mesmo de forma inconsciente, d

4 dicas que você precisa saber para evitar a obesidade grau 1

Imagem
Quando se verifica um acúmulo excessivo de tecido adiposo a ponto desta condição causar um impacto negativo para a sua saúde, teremos um quadro de obesidade. A obesidade é uma questão preocupante na saúde pública. Esta condição está relacionada a causa de várias doenças como diabetes do tipo 2, depressão, osteoartrite, alguns tipos de cancro e doenças cardiovasculares. Veja também:  Estudos apontam a obesidade como fator de risco para o Alzheimer O cálculo do IMC (índice de massa corporal) é uma das formas utilizadas para identificar se uma pessoa está obesa e também classificar qual é o grau de obesidade que esta pessoa possui. O resultado deste cálculo será comparado com a tabela abaixo e indicará qual é o seu grau de obesidade. Peso normal: IMC entre 18.0 a 24,9 kg/m2 Sobrepeso: IMC entre 25.0 a 29,9 kg/m2 Obesidade grau 1: IMC entre 30.0 - 34.9 kg/m2; Obesidade grau 2: IMC entre 35.0 - 39.9 kg/m2; Obesidade grau 3 ou obesidade mórbida: IMC igual ou superior 40 kg/m2. Obesidade Gra

Quais são os 4 métodos para produção de vacinas contra o COVID-19

Imagem
 A vacinação é um dos métodos mais eficientes na prevenção e combate a doenças.  Na publicação anterior explicamos como as vacinas atuam em nosso organismo e alguns métodos de produção de vacinas para os mais variados tipos de doenças existentes. Explicamos também o quanto é importante estar vacinado, os benefícios e também os riscos que podem existir caso certas condições não sejam observadas. Para leitura complementar, veja: Entenda de forma simples a importância da vacina no combate às doenças. A pandemia do coronavírus (COVID-19) e a corrida das vacinas Com a pandemia do coronavírus (COVID-19) um novo cenário se instalou em nosso cotidiano e graças às tecnologias disponíveis, laboratórios ao redor do mundo estão trabalhando numa solução para o combate a esta doença. Vários métodos estão sendo adotados nestas pesquisas, cada laboratório, apostando em um método para conseguir uma vacina que seja eficiente no combate ao COVID-19. Neste novo cenário, métodos de produção de vacinas aind

Entenda de forma simples a importância da vacina no combate as doenças

Imagem
 Por que a vacinação é o método mais eficaz no combate a doenças? Uma das medidas mais importantes na prevenção contra doenças, a vacinação é o método mais eficiente que existe, pois ela age na fase de prevenção, antes que a doença se instale no nosso organismo. Afinal é muito melhor prevenir do que ter que tratar a doença. Como funcionam as vacinas? As vacinas agem no nosso organismo nos protegendo contra bactérias e vírus, desta forma evitando que ocorra doenças graves que poderiam afetar nossa saúde e levar até a morte. A vacinação protege a comunidade como um todo e não apenas aqueles que recebem a vacina, portanto quanto maior for o índice de pessoas vacinadas, menores serão as chances de qualquer pessoa daquela comunidade, vacinada ou não, ficar doente. Algumas doenças podem ser erradicadas totalmente. A varíola é um caso onde a vacinação fez com que ela fosse erradicada totalmente. O último registro da doença no mundo ocorreu em 1977. Produzidas em laboratório, as vacinas têm a