Dor de cabeça constante? Então não deixe de conhecer estes 3 tipos de cefaleias.

 O que é cefaleia?

O termo médico que é utilizado para nomear a dor de cabeça é chamado de cefaleia.

Quem nunca teve uma dor de cabeça? 

A cefaleia é uma condição bastante comum que pode atingir pacientes das mais variadas faixas etárias.

São mais de 150 tipos de cefaleia. Das mais simples, sem apresentar sintomas adicionais, até as dores com sintomas adicionais como a sensibilidade à luz, náuseas e vômitos.

A cefaleia também pode surgir como sintoma decorrente de outras doenças, servindo de alerta para que algo na saúde do paciente não esteja bem.

Quais os tipos de cefaleia?

São centenas de tipos de dores de cabeça. Sua classificação é dada conforme a origem da dor. Entre os principais tipos estão: 

  • Cefaleia tensional
  • Cefaleia em salva
  • Cefaleia cervicogênica

Cefaleia de tensão ou Cefaleia tensional

A dor de cabeça tensional costuma surgir no final do dia, sendo resultado de um estresse muito grande ou algum processo de tensão.

A origem desta dor surge geralmente quando estamos muito nervosos e sem perceber podemos tensionar de forma excessiva os músculos da nuca, pescoço e da musculatura ao redor do crânio. 

Isso faz com que ocorra uma dor de cabeça que poderá variar de intensidade, de uma dor leve a uma dor moderada.

Este tipo de cefaleia, geralmente não impede que o paciente execute suas atividades cotidianas, embora este tipo de dor incomode pois ela faz com que a cabeça inteira doa.

Cefaleia em salvas

Este tipo de cefaleia tem dor intensa e costuma atingir somente um lado da cabeça, localizada na têmpora ou ao redor da região dos olhos.  

No caso da região dos olhos, pode fazer estes lacrimejarem ou ocorrer uma queda da pálpebra. 

Esta dor tem pouca duração de tempo, geralmente entre 30 a 60 minutos, sendo que as dores normalmente ocorrem regularmente durante um período de 1 a 3 meses, seguido de um período livre de dores que pode durar entre meses a anos.

Veja também: Dicas de nutrição adequada para o cérebro

Cefaleia cervicogênica

Este tipo de cefaleia origina do pescoço, geralmente sendo decorrente de alguma lesão na coluna cervical. A sensação é como se a dor surgisse na nuca, se deslocando até a parte frontal da cabeça, atrás dos olhos.

Este tipo de dor de cabeça é um tipo de dor secundária causada por problemas no pescoço e pode ser agravada conforme a postura do pescoço ou algum tipo de pressão seja aplicada nele.

As causas de dor de cabeça cervicogênica também incluem malformações das vértebras cervicais, lesões no pescoço, inflamação e outras condições médicas.

Sintomas mais comuns das dores de cabeça.

Além de sentir dores na cabeça, o paciente também poderá sentir:

  • Dor que fica mais intensa ao movimentar o corpo
  • Irritabilidade
  • náuseas e vômitos
  • queda da pálpebra
  • sensação de latejamento
  • sensibilidade à luz
  • sensibilidade aos cheiros
  • sensibilidade aos sons

Dor de cabeça tem tratamento? Como é o tratamento da cefaleia?

Sim, existe tratamento e vai depender do tipo de cefaleia que o paciente possui.

Existem casos em que o paciente precisará remediar o que está sendo o gatilho para a dor e não diretamente a dor de cabeça em si. Isto ocorre em muitos casos onde o tipo de cefaleia diagnosticada é a cefaleia de tensão.

Quanto aos medicamentos existentes, são os mais variados, que podem auxiliar na redução das dores e que devem ser utilizados de acordo com o tipo de cefaleia previamente diagnosticada. 

Existem tratamentos que tratam a cefaleia, eliminando o problema por completo. 

Um exemplo é o caso onde ocorre o bloqueio dos nervos, utilizando o botox. Nesta modalidade são interrompidos os sinais que avisam o cérebro que determinada parte do corpo está com dor, permitindo que o paciente viva sem maiores problemas.

Em qualquer situação, procurar um médico neurologista é de fundamental importância. 

Veja também: Quando eu devo procurar um neurologista?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Infecção Vaginal por fungos: O que toda mulher deveria saber.

8 grupos de risco para o Hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode matar.

Entenda o que é a Cardiomegalia (Coração Grande), as causas, sintomas e os tratamentos.

Como reverter a perda muscular na velhice.

Conselho Regional de Medicina: Como consultar o CRM do médico.