O que fazer para o tratamento da Fibromialgia

O que é a doença Fibromialgia

Ligada ao funcionamento do mecanismo de supressão da dor e ao sistema nervoso central, a fibromialgia é uma condição que provoca dor crônica que se manifesta especialmente nos tendões e nas articulações, migrando para várias partes do corpo.


Uma vez ligada ao mecanismo de supressão da dor, a fibromialgia age aumentando a sensibilidade à dor.

Quando se manifesta, causa dor generalizada em todo o corpo, que pode durar meses ou até anos.

Pacientes que possuem fibromialgia também possuem problemas de sono, cansaço excessivo e transtorno psicológicos.

Veja também: Conheça o hábito que você deve manter que poderá evitar doenças graves.

Quais são os sintomas da Fibromialgia

Embora a dor generalizada pelo corpo todo seja um dos principais sintomas provocados pela fibromialgia, o aparecimento desta doença também poderá estar acompanhada de outros sintomas como:

  • Alterações do sono;
  • Cansaço excessivo;
  • Dor de cabeça recorrente;
  • Dificuldade para dormir;
  • Falta de disposição e energia;
  • Maior sensibilidade em alguns pontos do corpo;
  • Rigidez muscular;
  • Síndrome do cólon irritável;
  • Sensibilidade durante a micção;
  • Problemas de memória e concentração.
  • Distúrbios emocionais e psicológicos.
  • Pontos de dor da Fibromialgia.

Há certos pontos do corpo, onde a dor fica mais intensa, podendo ser identificados ao serem pressionados. Até o momento 18 pontos são conhecidos entre eles:

  • Joelhos;
  • Cotovelos.
  • Região da nuca;
  • Laterais do quadril;
  • Na parte da frente e de trás do pescoço;
  • Na parte de trás dos ombros;
  • Na parte superior do peito;
  • No parte superior e central das costas;
  • Nos cotovelos;
  • Na região lombar;
  • Abaixo das nádegas;

O diagnóstico da fibromialgia geralmente é realizado pelo médico reumatologista, que além de um exame físico que consiste na aplicação de pressão nos pontos dolorosos da fibromialgia, também realiza uma avaliação do histórico de saúde do paciente, histórico familiar e demais sintomas apresentados.

O processo de diagnóstico poderá ser demorado pelo fato de não haver um exame específico para identificar a fibromialgia, por esse motivo o paciente pode sofrer durante vários meses sem saber a verdadeira causa. 

Embora não haja um exame específico para identificar a fibromialgia, o médico poderá solicitar alguns exames com o objetivo de auxiliar no diagnóstico, entre eles temos os exames de raio X e de sangue.

Neste processo o médico irá avaliar todos os sintomas, descartando outras condições clínicas com sintomas semelhantes, como a polimialgia reumática ou hipotireoidismo.

De posse de várias informações obtidas, de acordo com as regiões com dores e intensidade dos sintomas, o médico irá diagnosticar também a gravidade da fibromialgia, indicando qual tratamento mais adequado para aliviar e controlar o aparecimento dos sintomas.

Veja também: Reumatismo. Será que tem cura?

Causas da fibromialgia

Ainda não é conhecida a causa que leva ao surgimento da fibromialgia, porém há indícios de que a doença seja causada por alguma alteração a nível neural ao ponto de afetar o sistema nervoso, alterando como a dor é percebida pelo paciente.

Existem alguns fatores que aumentam as probabilidades da pessoa desenvolver a fibromialgia, entre eles:

  • Sofrer pancadas repetidas em alguma parte do corpo;
  • Viver situações muito estressantes;
  • Ter em seu histórico alguma infecção viral.
  • Ter outros casos na família de fibromialgia.
  • Ter lúpus ou artrite reumatoide;

Além destes fatores, o sexo do paciente e idade também são fatores que aumentam as probabilidades de aparecimento da doença. 

A fibromialgia atinge em 90% dos casos pessoas do sexo feminino com idade entre 35 e 50 anos, embora não esteja descartada que a condição possa surgir também em pessoas de todos os gêneros e em qualquer idade.

Fibromialgia, como é feito o tratamento.

Infelizmente não existe uma cura para a fibromialgia, por outro lado, mediante um diagnóstico bem realizado e sob a orientação do médico reumatologista, é possível tratar, aliviar os sintomas e controlar a doença, possibilitando ao paciente uma melhor qualidade de vida.

Entre os tratamentos mais utilizados temos:

1 - Remédios para a fibromialgia

Há 3 tipos principais de remédios que poderão ser indicados pelo médico durante o tratamento da fibromialgia:

  • Analgésicos
  • Relaxantes musculares
  • Antidepressivos

Caso o tratamento não tenha efeito com a utilização dos medicamentos relacionados, o médico poderá utilizar outras substâncias, como os remédios antiparkinsonianos, que atuam no sistema nervoso central e que podem ajudar na redução da dor causada pela fibromialgia.

Veja também: 8 sintomas que podem indicar sinais de demência.

2 - Praticar atividade física regular.

O ato de praticar uma atividade física de forma regular, é um importante fator que contribui no tratamento da fibromialgia, entretanto esta atividade deverá ser seguida conforme as indicações do educador físico e do médico. 

Desta forma o paciente irá realizar exercícios com foco na redução e alívio da dor, na promoção do fortalecimento muscular e alongamento dos músculos.

3 - Terapia cognitivo-comportamental

O objetivo deste tipo de psicoterapia consiste em auxiliar o paciente na identificação das emoções e situações cotidianas que contribuem para a piora da dor da fibromialgia.

A fibromialgia e o gerenciamento de estresse. 

Este tipo de terapia contribui para a redução dos níveis de estresse do paciente, uma vez que tais níveis, quando elevados, contribuem para o agravamento dos sintomas de fibromialgia.

4 - Alimentação anti-inflamatória

Uma dieta rica em magnésio, potássio e ômega 3 poderão entrar no cardápio do paciente, ajudando na redução de possíveis inflamações nos nervos e nos músculos.

5 - Fisioterapia para Fibromialgia

Com o objetivo de melhorar os movimentos, o médico poderá solicitar sessões de fisioterapia para fibromialgia.

Essas sessões poderão incluir massagens terapêuticas, alongamentos e exercícios para relaxamento, contribuindo na redução dos sintomas.

6 - A Fibromialgia e o tratamento natural.

Plantas medicinais poderão ser recomendadas pelo médico como tratamento complementar para a fibromialgia. 

Neste tratamento natural, poderão ser recomendadas plantas como o hipericão, que possui efeito semelhante ao de alguns antidepressivos, a cúrcuma, que possui forte ação analgésica e anti-inflamatória e o ginkgo biloba, que aumenta a circulação e a oxigenação sanguínea.

A importância do tratamento da fibromialgia.

É importante ficar atento a possíveis complicações da fibromialgia.

A principal complicação é a “névoa mental” que ocorre quando a dor é constante, afetando a capacidade de raciocínio, fazendo com que o paciente com fibromialgia, tenha maior dificuldade de pensar, se concentrar e até de memorizar.

Fibromialgia e depressão

Se não tratada, a fibromialgia poderá fazer com o paciente desenvolva transtornos psicológicos como a depressão por exemplo.

A pessoa que possui fibromialgia também apresenta uma taxa maior de internamento ocasionado por outros problemas de saúde.

Portanto, não hesite em buscar apoio médico. 

Agende sua consulta na policlínica Neurocor.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Infecção Vaginal por fungos: O que toda mulher deveria saber.

8 grupos de risco para o Hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode matar.

Entenda o que é a Cardiomegalia (Coração Grande), as causas, sintomas e os tratamentos.

Como reverter a perda muscular na velhice.

Conselho Regional de Medicina: Como consultar o CRM do médico.