8 Dicas caseiras para aliviar as Cólicas Menstruais

Aquela vontade de atacar a geladeira, alterações de humor, TPM, todo mês é a mesma história. E cólica, muita cólica.

Uma pesquisa realizada pelo IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), apurou que 76%  das mulheres entrevistadas sofrem com a cólica menstrual.

As cólicas menstruais são comuns. A maioria das mulheres nota as primeiras cólicas cerca de 6 meses a um ano depois da primeira menstruação.

Inicialmente este incômodo aparece de forma irregular, porém com o tempo, elas podem ocorrer na maioria dos ciclos ou em todos eles, à medida que a ovulação ocorre com maior frequência.


Porque ocorre a cólica menstrual

A cólica menstrual é consequência de um processo natural que ocorre durante o período fértil, fase do mês em que a mulher está ovulando.

O período de ovulação dura cerca de seis dias. 

Durante a ovulação ocorre a liberação de uma substância chamada prostaglandina.

Esta substância promove a contração do útero de modo que o endométrio possa descamar e ser eliminado através da menstruação.

O suprimento de oxigênio para o tecido muscular e o fluxo sanguíneo são reduzidos durante o processo, promovendo um desconforto (dor) no baixo ventre ou na região pélvica. 

A intensidade da dor varia de baixa (normal) até intensa, chegando a ser incapacitante. Neste caso procurar ajuda médica será necessário.


O que fazer para aliviar as dores menstruais.

Separamos algumas dicas que você poderá realizar em casa para amenizar as dores, ajudando você a superar estas fases.


1 - Aquecimento

Testado e comprovado, o calor é um método simples para aliviar a dor das cólicas menstruais.

O calor promove a vasodilatação, ativando endorfinas que amenizam as dores, além de ativar o fluxo sanguíneo, inibindo os efeitos da prostaglandinas.

É um procedimento barato que além de não ter efeitos colaterais, podendo ser tão eficaz quanto os medicamentos para cólica menstrual.

Um pano umedecido e aquecido ou uma bolsa de gel, poderá ser aplicado na região da cólica.

Este tipo de bolsa, você encontra em farmácias.

Elas possuem um gel que pode ser resfriado ou aquecido. 

Para aliviar as cólicas, utilize a bolsa aquecida. 

Banhos quentes também ajudam a amenizar as dores.


2 - Aquecer os pés

Na mesma linha do aquecimento do ventre, utilize água quente para aquecer os pés.

Utilize água na temperatura morna para quente, acima dos 37 graus. 

Tome cuidado para não aquecer em demasia e acabar queimando a pele.

Se preferir adicione algum óleo essencial ou ervas aromáticas.

Acrescente bolinhas de gude ou pedrinhas arredondadas para massagear os pés durante o processo.


3 - Chás

Utilize chás obtidos de plantas que possuem efeitos analgésico, relaxante, calmante, antiespasmódico e anti-inflamatório.

Temos como opções:

  • Camomila
  • Erva-doce
  • Lavanda
  • Agoniada
  • Alecrim
  • Algodoeiro
  • Hortelã
  • e outros;

As ervas podem ser encontradas em redes de supermercados, farmácias e casas de produtos naturais.


4 - Alimentação

Fique atenta com a alimentação. Alguns alimentos ajudam no controle das dores, diminuindo sua intensidade.

Ácidos Graxos

Possuem propriedades anti-inflamatórias, contribuindo para o alívio das dores.

São encontrados em:

  • Sementes de abóbora,
  • Sementes de linhaça,
  • Amêndoas, 
  • Abacate, 
  • Azeite extravirgem,
  • Nozes,
  • Peixes.

Laticínios

Uma substância que fica escassa no período menstrual é o cálcio, portanto os alimentos derivados do leite são indicados, pois são ricos em cálcio.

Sua ingestão também ajuda no combate ao inchaço, muito comum durante o período menstrual.

Frutas e Hortaliças

Consumir esses alimentos é importante em qualquer fase, porém a grande quantidade de vitaminas presente nas frutas e hortaliças ajudam a diminuir as dores e o inchaço.

Evitar

Evite alimentos ricos em açúcar, alimentos de calorias vazias, como doces e salgados industrializados. 

Evite alimentos ultraprocessados. Aqueles produzidos com muito açúcar, sal, gordura e cores ou conservantes artificiais.

Os altos níveis de açúcar e sódio presente nos alimentos industrializados aumentam a sensação de inchaço nestes períodos.


5 - Evite o tabagismo

Se você tem esse hábito, eis mais um motivo para abandonar esse vício.

O tabaco induz a vasoconstrição, promovendo a redução do oxigênio presente nos tecidos do útero, piorando ainda mais as dores.

Veja também:

O tabagismo, seus efeitos nocivos e as doenças

6 - Atividades físicas

É comprovado que há melhora importante nas dores das mulheres ativas em comparação às mulheres sedentárias.

A atividade física é benéfica para a nossa saúde e deve ser praticada com frequência para que a pessoa sinta os benefícios desta prática.

Veja também:

Saiba qual é o seu Índice de massa corporal ideal


7 - Dormir bem

É durante o repouso do corpo que o equilíbrio orgânico se refaz para enfrentar o próximo período de atividades.

O ato de dormir bem, ajuda a evitar o estresse, outro fator que contribui para aumentar as dores no período menstrual. Portanto, além de dormir bem, procure ficar longe de situações estressantes.

Veja também:

Por que dormir bem melhora o desempenho do cérebro.



8 - Massagens

A prática de massagens possuem efeitos positivos na terapêutica alternativa para a redução das dores da cólica.

Existe uma técnica bem simples para se fazer a massagem.

Na região frontal

Massageie na linha abaixo do umbigo, na linha média, como se estivesse apalpando o útero. 

Na região lombar

Massageie de fora para dentro, utilizando o dedo polegar, realizando movimentos suaves e circulares, trazendo a pele e a musculatura acima da bacia em direção a coluna.


Quando procurar ajuda médica

Caso as cólicas sejam muito intensas ao ponto de nenhuma das dicas mencionadas amenizarem as dores e se elas afetarem suas atividades cotidianas como estudar e trabalhar, é melhor procurar ajuda de um médico.

Outros casos são aqueles que você notar dores súbitas, aquelas excepcionalmente intensas ou ainda se a dor durar mais do que alguns dias.

Não hesite em buscar ajuda médica. Dores menstruais intensas ou dor pélvica crônica podem ser sintomas de doenças como a endometriose e adenomiose.

Na clínica Neurocor  de Cornélio Procópio, temos profissionais de saúde da área de ginecologia que vai te dar todo o suporte para enfrentar essas dores.

Para conhecer nosso quadro médico acesse aqui.

Você pode inclusive agora iniciar o agendamento da consulta, enviando uma mensagem via whatsapp. 

Caso esteja fora do horário comercial, nossos atendentes irão entrar em contato assim que possível.

Entre em contato conosco acessando aqui.

Veja também:

Clínica Neurocor Cornélio Procópio amplia quadro médico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Infecção Vaginal por fungos: O que toda mulher deveria saber.

8 grupos de risco para o Hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode matar.

Entenda o que é a Cardiomegalia (Coração Grande), as causas, sintomas e os tratamentos.

Como reverter a perda muscular na velhice.

Conselho Regional de Medicina: Como consultar o CRM do médico.