Os tipos de Obesidade conforme os acúmulos de gorduras.

Causada pelo sedentarismo e o consumo exagerado de alimentação rica em açúcares, a obesidade geralmente é caracterizada pelo excesso de peso. 

Trazendo diversos problemas para a sua saúde, a obesidade aumenta o risco de desenvolvimento de diversas doenças como diabetes, doenças cardíacas, artrose dos ossos, além da baixa estima, depressão, indisposição e dificuldade para a realização de tarefas físicas do cotidiano.

Obesidade - Dados estatísticos

Segundo dados obtidos do volume da pesquisa nacional de saúde, obtidas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2019, a proporção da população considerada obesa entre 2002 e 2019, mais que dobrou, de 12,2% para 26.8%.

Durante o período apurado, a população feminina teve um acréscimo de 14,5% para 30,2%, enquanto que a população masculina subiu de 9,6% para 22,8%. 

Esses são dados alarmantes, considerando as diversas consequências que o fato de estar obeso traz para a saúde do indivíduo.

Veja também:

4 dicas que você precisa saber para evitar a obesidade grau 1

Outro dado relevante que vale mencionar é que na amostragem realizada no ano de 2019, uma em cada quatro pessoas na faixa etária próxima aos 18 anos já era considerada obesa, o que equivale a 41 milhões de pessoas.

Dados apurados também contidos nesta amostragem, apontavam que o excesso de peso já atingia 60,3% da população com idade acima dos 18 anos, correspondendo a 96 milhões de pessoas, sendo 57,5% de homens e 62,6% das mulheres.


Tipos de obesidade

A obesidade, além de ser classificada conforme a faixa de peso - altura (IMC), também varia de acordo com a distribuição e localização de gordura pelo corpo.

Vejam também a publicação:

Saiba qual é o seu Índice de massa corporal ideal

Obesidade abdominal

Neste tipo de obesidade a gordura fica mais localizada nas regiões do abdômen e da cintura. As vezes podendo se acumular na região do rosto e peito.

Conhecida também como androide ou obesidade em forma de maçã, devido ao formato do corpo do paciente se assemelhar com o formato da fruta, este tipo de obesidade é mais comum em homens, embora alguns casos possam ocorrer em mulheres.

Obesidade periférica

Mais comum no sexo feminino, este tipo de obesidade é caracterizada devido ao acumulo de gordura nas nádegas, quadris e nas coxas. 

Obesidade ginoide ou obesidade em pera, devido o corpo do paciente ter formato parecido com a fruta, também são as denominações para este tipo de obesidade.

A obesidade periférica está associada a causa de várias enfermidades como: 

  • Varizes.
  • Insuficiência venosa.
  • Osteoartrite nos joelhos, uma vez que a sobrecarga de peso nas articulações é grande.
  • Aumento de riscos de diabetes e doenças cardíacas.

Veja também:


Obesidade homogênea

Neste tipo de obesidade o excesso de peso está distribuído pelo corpo, não ocorrendo predominância de acumulo de tecido adiposo em alguma área específica. 

Devido a esta característica, este tipo de obesidade pode ser perigosa, uma vez que o paciente não nota grande impacto na aparência física, como ocorre nos demais tipos.


Sinais e sintomas da obesidade

O excesso de gordura tem efeitos negativos sobre todo o corpo, causando sinais e sintomas desconfortáveis, como:

  • Falta de ar e dificuldades respiratórias, devido à pressão do peso abdominal sobre os pulmões;
  • Dores no corpo, principalmente nas costas, pernas, joelhos e ombros, devido ao excesso de esforço que o corpo faz para suportar o peso;
  • Dificuldade para fazer esforços ou caminhadas, devido ao excesso de peso e descondicionamento do corpo;
  • Dermatites e infecções fúngicas, devido ao acúmulo de suor e sujeira nas dobras do corpo;
  • Manchas escuras na pele, principalmente pescoço, axilas e virilhas, uma reação causada pela resistência insulínica, ou pré-diabetes, chamada de acantose nigricans;
  • Impotência e infertilidade, devido a alterações hormonais e dificuldades para o fluxo sanguíneo nos vasos;
  • Roncos noturnos e apnéia do sono, pelo acúmulo gordura no pescoço e vias respiratórias;
  • Maior tendência a varizes e úlceras venosas, devido a alterações nos vasos e circulação sanguínea;
  • Ansiedade e depressão, devido a insatisfações com a imagem corporal e compulsão alimentar.

Além disso, a obesidade é uma causa determinante de diversas doenças, como por exemplo:

  • pressão alta,
  • infarto,
  • AVC,
  • trombose,
  • impotência,
  • doenças metabólicas, como diabetes e colesterol alto.

FACILIDADE NA HORA DE CONSULTAR . MARQUE SUA CONSULTA VIA INTERNET.

A importância da realização de exames de rotina é de extrema importância para a verificação do seu estado de saúde. 

Fique por dentro dos benefícios que os exames de rotina podem lhe proporcionar, acessando também a publicação:

Na policlínica Neurocor, você pode agendar sua consulta com nosso endocrinologista de forma fácil e simples.


Acesse nossa página de contatos e agende uma consulta através dos diversos canais de comunicação que estão à sua disposição, inclusive via whatsapp.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Infecção Vaginal por fungos: O que toda mulher deveria saber.

8 grupos de risco para o Hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode matar.

Entenda o que é a Cardiomegalia (Coração Grande), as causas, sintomas e os tratamentos.

Como reverter a perda muscular na velhice.

Conselho Regional de Medicina: Como consultar o CRM do médico.