4 dicas que você precisa saber para evitar a obesidade grau 1

Quando se verifica um acúmulo excessivo de tecido adiposo a ponto desta condição causar um impacto negativo para a sua saúde, teremos um quadro de obesidade.


A obesidade é uma questão preocupante na saúde pública. Esta condição está relacionada a causa de várias doenças como diabetes do tipo 2, depressão, osteoartrite, alguns tipos de cancro e doenças cardiovasculares.


O cálculo do IMC (índice de massa corporal) é uma das formas utilizadas para identificar se uma pessoa está obesa e também classificar qual é o grau de obesidade que esta pessoa possui.

O resultado deste cálculo será comparado com a tabela abaixo e indicará qual é o seu grau de obesidade.
  • Peso normal: IMC entre 18.0 a 24,9 kg/m2
  • Sobrepeso: IMC entre 25.0 a 29,9 kg/m2
  • Obesidade grau 1: IMC entre 30.0 - 34.9 kg/m2;
  • Obesidade grau 2: IMC entre 35.0 - 39.9 kg/m2;
  • Obesidade grau 3 ou obesidade mórbida: IMC igual ou superior 40 kg/m2.

Obesidade Grau 1: O que é?

Quando uma pessoa possui um índice de massa corporal entre 30 e 34,9 Kg/m2, ela apresenta um quadro de obesidade de grau 1.


Este já é um indicador onde se verifica um aumento na probabilidade para o surgimento de inúmeras doenças e motivo pelo qual é importante que você procure perder peso para sair deste grupo de risco.

Estar obeso reduz sua qualidade de vida por isso é importante prevenir a obesidade para evitar complicações futuras.

Conforme a tabela apresentada, quanto maior o grau de obesidade, maiores são as chances de complicações para a sua saúde. 


Obesidade grau 1: Dicas para tratamento.

Dica 1 - Alimentação

Controlando a quantidade e a qualidade da alimentação que você ingerir fará com que você perca peso.
É importante que você procure ajuda profissional para obter uma avaliação mais precisa do seu quadro, desta forma obtendo uma melhor orientação de qual tipo de alimentos consumir. 

O endocrinologista ou um nutricionista será a escolha mais assertiva para te auxiliar na busca pelo peso ideal.


Dica 2 - Atividade física

A atividade física deve estar presente na sua rotina. É importante que você siga um plano de atividade física, adequada ao seu peso e de preferência acompanhado por um profissional da área.

Nestas atividades poderão estar incluídas as caminhadas, bicicleta, musculação, natação,etc.

Dica 3 - Medicamentos

O uso de medicamentos para auxiliar na perda de peso deverá ser feita somente mediante avaliação médico endocrinologista. 

Este profissional irá realizar uma avaliação,  visando apurar o quadro clínico do paciente e se for o caso, irá receitar quais medicamentos poderão auxiliar na perda de peso. 


Na maioria dos casos de obesidade de grau 1 a reeducação alimentar acompanhada e uma rotina de atividades físicas serão suficientes.

Dica 4 - Terapias de grupo ou individual

Atualmente existem programas que visam o emagrecimento que oferecem apoio psicológico além do cronograma alimentar e de atividades físicas.

A causa de muitos casos de obesidade têm origem em algum fator de ordem psicológica. Conhecer quais são esses fatores poderão ser de grande ajuda no processo de tratamento.

O fator psicológico também é de grande ajuda durante o processo para evitar que o paciente desista do tratamento, servindo como reforço motivacional. 




Obesidade grau 1: riscos

Ter um corpo acima do peso traz efeito negativo para todo o corpo.

A obesidade tem taxas de prevalência cada vez maiores na população, principalmente em adultos e crianças. É uma das principais causas de morte evitáveis em todo o mundo.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Infecção Vaginal por fungos: O que toda mulher deveria saber.

8 grupos de risco para o Hipotireoidismo. O hipotireoidismo pode matar.

Entenda o que é a Cardiomegalia (Coração Grande), as causas, sintomas e os tratamentos.

Como reverter a perda muscular na velhice.

Conselho Regional de Medicina: Como consultar o CRM do médico.